sábado, 22 de março de 2008

Strogonoff de Frango

As histórias da origem do Strogonoff, prato de origem russa, são inúmeras. A versão mais aceita conta que surgiu na região de Novgorod, próximo a São Petersburgo. No século XIV, a nobre família Stroganoff reunia em seu castelo, todos os meses, a vizinhança para saborear receitas preparadas por eles e por outras famílias. Certa noite, a baronesa Nikolie Stroganoff serviu um prato com cebolas picadas, cogumelos, carne suína e bovina cortadas em tiras, flambado à vodca e engrossado com polpa de tomates e nata, para ser servido em cima de torradas de fécula de trigo. Depois da revolução de 1917, a deliciosa receita que levou o nome da nobre cozinheira chegou à França e ganhou molho béchamel - à base de farinha, margarina, leite, pimenta, noz-moscada e sal -, além de conhaque para a flambagem. No século XX, o prato se popularizou e incorporou ingredientes mais modernos como creme de leite no lugar da nata, molho inglês, catchup e páprica. Atualmente, o strogonoff é preparado também com carnes de frango e camarão, recebe molhos com requeijão ou leite de coco ( influência brasileira, óbvio) e é comumente acompanhado por arroz e batata palha. O sucesso do prato é tamanho que, junto com a lasanha e o filé à parmegiana, tornou-se um dos dez mais vendidos no mundo.
Fonte do texto: Site: Na Panela
O meu strogonoff é bem popular, já perdeu os requintes do passado, e não leva creme bechamel, uso creme de leite e às vezes eu flambo com conhaque. Mas é com pouca quantidade, pois as crianças preferem sem o gostinho do conhaque. Mas nem por isso deixou de ser gostoso. E também quando o caldo não fica grossinho como gosto, acrescento um pouquinho de farinha de trigo no final, para engrossar um pouco, mas acho que não devemos exagerar na farinha de trigo, pois ela tira o sabor.
Ingredientes:
  • 1 kg de peito de frango em cubinhos
  • 230 g de champignons em conserva
  • 1 cebola
  • 4 tomates batidos no liquificador com a cebola acima
  • 1 colher (sobremesa) de alho picadinho
  • Sal a gosto
  • 1 colher de (sopa) de ketchup
  • 1 colher (sopa) de mostarda
  • 3 colheres (sopa) de molho inglês
  • 1 caixinha de creme de leite, ou 1 lata de creme de leite (para quem gosta com mais creme), eu prefiro a quantidade da caixinha (pode ser light)
  • 1 colher (sopa) de salsinha para salpicar

Modo de Preparar:

  • Numa panela grande, coloque uma colher (sobremesa) de óleo e coloque os cubinhos de frango já temperados com sal e alho . Frite-os até ficarem quase cozidos, levemente mal passados, mas não muito.
  • Derrame o molho de tomates e deixe cozinhar em fogo médio, com a panela semi-tampada por uns 15 minutos, até o frango estar cozido e macio.
  • Acrescente os champignons, misture e prove o sal, deve estar leve de sal.
  • Coloque os itens finais: ketchup, uma boa mostarda, molho inglês.
  • Por último acrescente o creme de leite, misture bem. Se o for o creme de leite de caixinha, não precisa se preocupar se ferver. Se for creme de leite em lata, não deixe ferver, pois pode talhar. Acrescente a salsinha por último com o fogo já apagado.
  • Opcional: se quiser flambar com conhaque, para esta quantidade eu pego uma concha média (100 ml) de conhaque, deixo pegar fogo na boca do fogão e coloco no strogonoff, antes do creme de leite.

Sirva a seguir com arroz branco, batata palha ou palito* ou smiles* e faça a alegria da criançada e do "crianção"!

* Essas batatas compradas prontas para fritar, como a palito e a smiles, você pode fazê-las assadas, ficam crocantes e leves. Coloque numa forma retangular grande forrada com papel alumínio e leve ao forno já pre-aquecido quente, uns 230º C por 20 a 30 minutos, virando-as na metade do tempo. Tire da assadeira, passe para uma travessa que irá servir e só depois coloque o sal por cima. Bom demais!

27 comentários:

receitinhas da belinhagulosinha disse...

k maravilha adoro strognofffffff.....jinhos

risonha disse...

gostei do strogonoff... mas adorei as batatinhas.
beijos e Boa Páscoa

anna disse...

É um strogonoff maravilhoso, assim s+o com peito de frango...
A foto está uma delicia!
Beijinhos.

Silvia Arruda disse...

Eu adoro strogonoff!
O seu está com uma carinha tão boa... delícia!!!

Bia Belliard disse...

que delicia de prato ! Gostei da historia ! bjs e Boa Pasocoa !

lunalestrie disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
lunalestrie disse...

Cláudia, eu também já ouvi várias histórias sobre a origem desse prato, mas o que importa é que é bom, né? Acredita que nunca fiz de frango? :)

Flávia disse...

Seja qual for a origem o sabor é o que conta, muito bom!!! Deu até vontade de fazer.

Bjs, Flávia Regina

Letrícia disse...

Seu strogonoff está com uma cara muito boa. E que dica boa, a das batatinhas. Vou testar aqui em casa!

Beijos e boa páscoa!

Gi disse...

adoro strogonoff! e adorei saber essa historia, nunca nem tinha ouvido falar! :D

Magia na Cozinha disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Magia na Cozinha disse...

Sempre faço Strogonoff de Frango. Muito prático, não é mesmo? O seu está com uma cara ótima, muito caprichado. A história e as batatinhas 10!
Beijos e Boa Páscoa!

rosiane disse...

Adorei o seu strogonoff,e estas batatinhas smiles,alegraram o prato,tenho duas princesas de 2 e 4 anos,Let�cia e Alice,que v�o adorar!Uma d�vida,esta receita serve quantas pessoas?
Beijos

cozinha da drica disse...

Claudia minha querida eu amo strogonoff e como você também prefiro com creme de leite de caixinha , ou mesmo fazemos com requeijão que fica mais leve!! E estas batatas em rodelas estão um charme só! Bjks e ótima semana!!! Feliz Pascoa!!

Cláudia disse...

Obrigada a todas pelos comentários, Rosiane, esta receita serve bem 4 pessoas adultas.

Neste final de domingo, desejo a todas Feliz Páscoa e uma ótima semana!

Marcia disse...

Meus meninos adoram esse prato delicioso! A batata deu um toque especial à foto! bjs

Fabrícia disse...

Adorei saber sobre essa possível origem.....muita histótia nesse strogo...
Bjcas e Feliz Páscoa.

Ana disse...

Ficou lindão e apetitoso.

Tô te devendo a receita do doce de casca, mas logo chega tá !!!

Se vc puder, me mande seu email.

Abração da Ana.

Goreti disse...

Claudinha, além de nos agraciar com sua culinária fantástica, vc nos acrescentou mais cultura e conhecimento ao compartilhar conosco essa curiosidade. Thanks!!!

Menina, sabe que me deu uma fominha!!!

Beijos!!!

ZAZÁ LEE disse...

Claudinha...
Você está me preparando para gostar de cozinha sabe?

Aliás passa pelo meu Blog.
Fiz uma receitinha pra você !

Cris disse...

Gostei da história! Fiquei curiosa com as torradas de fécula de trigo Claudia. Estas batatinhas ficaram um charme!

Eliana Scaramal disse...

Meus comentário não entram. :( Será que agora vaí?!?! Estou com saudades de ti minha amiga, espero que esteja tudo bem por aí. Adorei o post!

guild-rez disse...

Thank you for visiting my blog and leaving a comment..
- Cheers

Anônimo disse...

Muito obrigada por postar essa receita.. eu que sou pessima na cozinha fiz e deu certissima, sem nenhum trauma!

Recebi um bocado de elogio, ja estou vascilhando outra receitinha no seu blog, me empolguei com os elogios :P

Thankss

Anônimo disse...

uau!!! eu amo essa comida essa eu comi tambem!!!com batatinha então!!!que delicia!!


gabriela

Silvinha disse...

Adorei conhecer a historia deste prato, adoro strogonoff (mas o meu é mais um frango rosê, com a alterações que fiz), faço frequentemente!

Beijos

Anônimo disse...

Olá, tudo bem?
Eu gosto do molho do strogonoff para misturar com o arroz.
Posso usar 3 caixas de creme de leite ao invés de uma caixa só?

Blog Widget by LinkWithin